Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Carga tributária está em queda em 2013

Por Dinheiro Público & Cia

A receita do governo federal bate recordes quase todos os meses, mas isso não significa necessariamente que seu desempenho seja o adequado.

Conforme o blog havia noticiado no domingo, a Fazenda divulgou hoje uma arrecadação na casa dos R$ 100 bilhões em outubro, o que fará as contas do Tesouro voltarem a fechar no azul.

Se observado um período mais longo, no entanto, os dados mostram que, neste ano, a receita dos impostos, taxas e contribuições sociais está crescendo ainda menos que a economia do país.

De janeiro a outubro, a arrecadação cresceu 1,4% acima da inflação, enquanto o Produto Interno Bruto vem se expandindo em cerca de 2,5%.

Em bom português, isso significa que a carga tributária, ao menos a federal, está em queda, um fenômeno raro desde a década de 90 do século passado.

A boa notícia é a óbvia: surtiram efeito os sucessivos pacotes de desoneração de impostos editados desde o ano passado, e a carga brasileira, a maior entre os principais emergentes, foi aliviada (ainda que ligeira e temporariamente).

A má notícia é que os gastos públicos continuam aumentando bem acima da taxa do PIB _ou, em bom português, que a política fiscal não será sustentável por muito mais tempo.

Em 2011, na última vez em que o governo cumpriu sua meta fiscal, a arrecadação teve alta de 12,2% acima da inflação nos primeiros dez meses do ano.

Leia também: Cinco crenças sinceras do governo Dilma assustam o mercado

Blogs da Folha