Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apesar de incluída no PAC, rodovia que será privatizada não melhorou

Por Dinheiro Público & Cia

Mesmo contando há cinco anos com obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o trecho mato-grossense da rodovia BR-163 a ser privatizado nesta semana não apresentou melhoras de qualidade no período.

Na mais recente pesquisa de rodovias da CNT (Confederação Nacional do Transporte), o estado geral da BR-163 em Mato Grosso foi classificado como regular. Nos três quesitos avaliados, essa nota foi atribuída ao pavimento e à geometria, enquanto a sinalização foi considerada ruim.

Em 2007, quando o PAC foi lançado com a missão de estimular os investimentos e melhorar a infraestrutura do país, todos os três quesitos mereceram o conceito regular. Desde então, as notas _que na pesquisa CNT incluem péssimo, ruim, regular, bom e ótimo_ variaram pouco.

A rodovia é um exemplo das dificuldades do governo em levar obras adiante, mesmo quando não falta dinheiro _os projetos incluídos no PAC não estão sujeitos a cortes de verbas, mas sofrem com as deficiências gerenciais e os empecilhos burocráticos.

Uma das principais ações do programa na BR-163 é a adequação do trecho entre Rondonópolis e Posto Gil, passando pela capital Cuiabá. Dos R$ 265 milhões autorizados no Orçamento deste ano, apenas R$ 78 milhões foram liberados até agora.

No ano passado, quando havia R$ 294 milhões disponíveis, os desembolsos ficaram em R$ 142 milhões.

Leia também: Concessão é privatização?

Clique aqui para consultar as pesquisas da CNT

Blogs da Folha