Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Programas de Aécio e Campos se repetem até nas palavras; veja trechos

Por Dinheiro Público & Cia

Os documentos já divulgados pelas pré-candidaturas de Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB, aliado à Rede de Marina Silva) são repetitivos até nas palavras escolhidas para as críticas e propostas.

Mais do que mera coincidência, a repetição de palavras indica que os dois oposicionistas enxergam os mesmos defeitos no governo Dilma Rousseff e anseios semelhantes por parte do eleitorado. Ou seja: ambos dizem o que imaginam que o publico quer ouvir.

Veja cinco exemplos:

Indústria
Aécio:  “É urgente uma nova política industrial com foco no atendimento das pequenas e médias empresas
Campos:  “Propomos uma política industrial que amplie a densidade e a inovação tecnológica dos nossos produtos (…). Nesse contexto, é preciso valorizar as pequenas e médias empresas

Federação
Aécio:  “Construir um novo pacto federativo que fortaleça Estados e municípios, para que possam gerir melhor os bens públicos”
Campos:  “Precisamos repactuar o federalismo brasileiro, que assume, muitas vezes, um caráter concentrador”

Política social
Aécio:  “Nosso objetivo não é apenas garantir a cada família o direito a uma renda mínima, por meio do Bolsa Família, que buscamos ver assegurado na Lei Orgânica de Assistência Social como política de Estado
Campos:  “É necessário, ainda, que a política de superação da pobreza se transforme em política de Estado

Educação
Aécio:  “Sem promover uma revolução nos níveis de aprendizado de nossas crianças e jovens não alcançaremos o lugar que almejamos”
Campos:  “Um novo Estado e uma nova economia orientados para o desenvolvimento sustentável exigem uma verdadeira revolução na educação”

Reforma do Estado
Aécio:  “É preciso que sejam criados novos canais de diálogo com a sociedade —que possam, inclusive aumentar a interação desta com o Estado”
Campos:  “É necessário construir um Estado capaz de mobilizar a sociedade

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Blogs da Folha