Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

De Sarney a Dilma, veja quem governou com maior alta do PIB

Por Dinheiro Público & Cia

O crescimento econômico não depende apenas dos acertos do governo. Entram na conta também a herança recebida, o cenário internacional e a sorte.  Veja abaixo quem, entre os seis presidentes brasileiros desde a redemocratização do país, governou com maior alta do Produto Interno Bruto.

X

Em ordem cronológica, é mais simples entender os desafios enfrentados em cada governo:

Sarney recebeu dos militares uma dívida externa recorde e a inflação em alta. Seus planos econômicos produziram surtos de crescimento, mas fracassaram em domar os preços.

Collor confiscou dinheiro da poupança tentando debelar a hiperinflação, afundando o PIB. Aproveitou a conjuntura internacional para recuperar as reservas em dólar do governo.

Itamar teve seis ministros da Fazenda em pouco mais de dois anos de administração. Depois de muitas idas e vindas, aproveitou a fartura de dólares e lançou o Plano Real.

FHC teve de consolidar a estabilização da moeda em um cenário externo turbulento. Descuidou do controle dos gastos em seu primeiro mandato, e a dívida pública disparou.

Lula aproveitou a melhora da economia internacional para reduzir o endividamento do governo e acumular um volume recorde de reservas em dólar.

Dilma herdou inflação, gastos públicos e deficit com o exterior em alta. Não resolveu esses problemas, mas obteve taxas historicamente baixas de desemprego.

Veja mais: Mapa-múndi do crescimento econômico nos últimos três anos

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Blogs da Folha