Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Brics ganham peso na economia global, mas não superam renda média

Por Dinheiro Público & Cia

Não é difícil entender por que os gigantes emergentes Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul ganharam importância na geopolítica internacional.

Os Brics, cujos líderes participam de cúpula nesta semana no Brasil, representam hoje algo como 28% da economia global, quase o dobro do percentual de 20 anos atrás.

Apesar da expansão, liderada pelos chineses e indianos, a renda por habitante dos cinco países ainda está muito longe dos padrões do mundo rico.

No grupo, a renda per capita mais elevada é a da Rússia, de pouco mais de US$ 18 mil ao ano; a brasileira, de US$ 12,5 mil, é a segunda, de acordo com cálculo do FMI (Fundo Monetário Internacional) que leva em conta o poder de compra das moedas locais.

Nos países tidos como avançados, a média supera US$ 40 mil.

Veja no infográfico abaixo a evolução das economias dos Brics desde os anos 80, com projeções do FMI até 2019. A trilha sonora é opcional.

1

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade