Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Com PIB fraco, renda do Brasil fica mais distante da média dos ricos

Por Dinheiro Público & Cia

chamada

Após quatro anos de crescimento econômico fraco, a renda brasileira por habitante ficou mais distante da média dos países ricos.

Nas estimativas do FMI (Fundo Monetário Internacional), a renda per capita do Brasil terminará este ano em US$ 15,2 mil, equivalentes a 34,2% da média das 36 economias consideradas avançadas, de US$ 44,3 mil.

Essa diferença vivia uma trajetória de queda entre 2005 e 2011, quando a proporção entre a renda do país e a do mundo rico subiu de 30,1 para 34,9%.

Naquele período, a economia brasileira crescia mais rapidamente, impulsionada pela alta dos preços dos produtos de exportação. Além disso, Estados Unidos e Europa foram mais afetados, de imediato, pela crise internacional iniciada em 2008.

O Brasil, porém, também acabou sofrendo o impacto da freada global, que expôs as fragilidades domésticas. No governo Dilma, o Produto Interno Bruto, medida da renda nacional, tem crescido abaixo do padrão dos emergentes e menos que o de desenvolvidos como os EUA.

Veja no infográfico comparações entre a evolução da renda per capita do Brasil, dos ricos e dos emergentes mais importantes. Para evitar distorções causadas pelas variações das taxas de câmbio, os cálculos do FMI levam em conta o poder de compra efetivo das moedas nacionais.

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade