Dinheiro Público & Cia

Receita e despesa, economia e política

 -

Blog explica como os governos tributam os cidadãos e utilizam o dinheiro público.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Governos e estatais criam mais empregos que setor privado em 2014

Por Dinheiro Público & Cia

Com a economia estagnada, a contratação de funcionários foi mais intensa no setor público do que no setor privado em 2014.

Segundo dados da nova pesquisa ampliada de emprego do IBGE, os governos -União, Estados e municípios- e suas estatais aumentaram seus quadros em 375 mil servidores entre o final de 2013 e o do ano passado.

Na mesma base de comparação, o setor privado, que responde pela vasta maioria dos empregos do país, criou 217 mil novas vagas.

82CBP (1)

Os dados mostram um aumento de apenas 0,5% no setor privado, que fechou o ano passado com 47 milhões de empregados.

No setor público, o aumento foi de 3,3%, para 11,6 milhões de funcionários.

Os dados não permitem identificar que governos e estatais puxaram as contratações. Tradicionalmente, os gastos públicos, incluindo as admissões de novos servidores, crescem em anos de eleições.

Pelas estatísticas federais mais atualizadas, o quadro da União, incluindo as Forças Armadas e as estatais, aumentou em 40 mil pessoas entre janeiro e novembro de 2014. Logo, é provável que a maior parte do aumento do emprego no setor público tenha acontecido nos Estados e municípios.

Outro indicador da fragilidade do trabalho no setor privado é o crescimento do número de trabalhadores “por conta própria”, de 476 mil no ano passado. Esse grupo abriga vários casos de trabalho precário.

h6na9

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Blogs da Folha