Arquivo - Categoria: Gestão

Corte de ministérios pode melhorar gestão, mas economia de gastos é mínima

A redução do número de ministérios, estudada pelo hoje vice-presidente Michel Temer, proporcionaria uma economia mínima de gastos públicos. Como os servidores de todas as pastas têm estabilidade no emprego, o corte das pastas só atingiria, de imediato, as despesas com cargos e funções comissionadas. Embora o Executivo federal empregue uma quantidade exagerada de servidores(…)

Gasto do Brasil em ensino e saúde está entre os mais ineficientes, diz estudo

Um estudo realizado a partir da comparação de resultados internacionais indica que os gastos brasileiros em educação e saúde estão entre os mais ineficientes do mundo. Publicado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, ligado ao Executivo federal), o trabalho relacionou indicadores como o grau de escolaridade e a expectativa de vida ao volume de(…)

Orçamento de 2016 prevê R$ 16 bi para reajuste e contratação de servidor

Polêmico por prever despesas superiores às receitas, o projeto de Orçamento federal para 2016 reserva R$ 16 bilhões para reajustes salariais e contratações de servidores públicos, a maior parte no Executivo. Trata-se de mais da metade do deficit de R$ 30,5 bilhões estimado nas contas do Tesouro Nacional no próximo ano, excluindo do cálculo os(…)

Veja o que é e o que não é culpa de Dilma na crise econômica do país

O Brasil enfrenta obstáculos para o crescimento econômico desde a década de 1980, e o momento atual impõe dificuldades extras no cenário internacional. Ainda assim, dois gráficos evidenciam que o governo Dilma Rousseff deu sua própria contribuição para a piora da economia nos últimos anos, que culminou na recessão de agora. O primeiro mostra que,(…)

MEC ganha 55 mil servidores sob Dilma; demais pastas perdem 9 mil

Dados recém-publicados sobre a evolução do quadro de servidores do Executivo federal mostram que, no governo Dilma Rousseff, a educação foi a prioridade administrativa mais evidente. No final do ano passado, o Ministério da Educação contabilizou 270 mil servidores,a maioria professores e funcionários administrativos de universidades -um ganho de 55 mil sobre o final do governo(…)