Arquivo - Categoria: Política pública

Previdência leva gasto do governo a crescer 0,3% acima da inflação no semestre

O pagamento de aposentadorias, pensões e outros benefícios previdenciários levou os gastos do governo a crescerem ligeiramente acima da inflação no primeiro semestre deste ano. Conforme dados divulgados nesta quinta-feira (28), as despesas com pessoal, programas sociais, custeio administrativo e investimentos somaram R$ 572,5 bilhões entre janeiro e junho, numa expansão real (descontada a variação dos(…)

Com teto proposto por Temer, educação sofre freada mais brusca do gasto

Caso seja aprovado o teto para o gasto federal proposto pelo governo Michel Temer, a educação será a área a sofrer a freada mais brusca na expansão de suas verbas. Pela proposta apresentada nesta quarta-feira (15), as despesas com saúde e educação deixarão de representar uma parcela fixa da receita da União; em vez disso, terão garantida(…)

Gasto do Brasil em ensino e saúde está entre os mais ineficientes, diz estudo

Um estudo realizado a partir da comparação de resultados internacionais indica que os gastos brasileiros em educação e saúde estão entre os mais ineficientes do mundo. Publicado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, ligado ao Executivo federal), o trabalho relacionou indicadores como o grau de escolaridade e a expectativa de vida ao volume de(…)

Aposentadoria só ganha 2,9% até 2019 com regra aprovada pela Câmara

Ameaçadora para o futuro das contas públicas, a regra de reajuste das aposentadorias aprovada recentemente pela Câmara dos Deputados traz ganhos modestos para os aposentados nos próximos quatro anos. Pelas projeções mais consensuais para a evolução da inflação e do crescimento da economia, a fórmula, se convertida em lei, resultaria em um ganho de apenas(…)

MEC ganha 55 mil servidores sob Dilma; demais pastas perdem 9 mil

Dados recém-publicados sobre a evolução do quadro de servidores do Executivo federal mostram que, no governo Dilma Rousseff, a educação foi a prioridade administrativa mais evidente. No final do ano passado, o Ministério da Educação contabilizou 270 mil servidores,a maioria professores e funcionários administrativos de universidades -um ganho de 55 mil sobre o final do governo(…)