Promessa de Marina para saúde reduz poupança do governo pela metade

Enquanto seus emissários tranquilizam o mercado financeiro com juras de austeridade nos gastos públicos, a presidenciável Marina Silva (PSB) abraça a promessa mais cara da campanha.

A proposta de destinar à saúde 10% da receita da União -também apoiada no Legislativo por congressistas do PSDB- significaria custos adicionais na casa do R$ 40 bilhões anuais, algo como a metade do que o governo se propõe a poupar para o abatimento da dívida pública.

O caso -e o debate entre os presidenciáveis desta terça (26)- ilustra as dificuldades de viabilizar politicamente a plataforma econômica dos principais candidatos oposicionistas.

Desde 1998, quando FHC foi reeleito no primeiro turno, a agenda liberal e ortodoxa não contava com tantos votos em potencial. A defesa das medidas, no entanto, é ambígua.

Marina já sinalizou que sua visão econômica é semelhante à do tucano Aécio Neves. Ambos defendem o restabelecimento do tripé, inaugurado por FHC, composto por metas de inflação, metas para a poupança do governo e liberdade para as cotações do dólar.

Tudo isso pressupõe a disposição de elevar juros, conter a expansão de gastos sociais e, provavelmente, conviver com uma alta temporária do desemprego.

Esse ideário foi abandonado ou deixado em segundo plano nas eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010, que privilegiaram propostas de mais geração de empregos e obras. Ressurgiu agora devido aos fracos resultados obtidos pelo desenvolvimentismo gastador de Dilma Rousseff.

Marina e Aécio, na pesquisa do Ibope, contam com cerca de metade do eleitorado (o Pastor Everaldo, defensor mais explícito do liberalismo econômico, ajuda a arredondar o percentual).

Marina promete um salto das despesas na saúde (hoje equivalentes a 6,9% da receita da União) e acena com mais benefícios aos aposentados; Aécio defende mais gasto em segurança e benefícios extras para estudantes.

Ambos parecem acreditar que a derrota de Dilma bastará para melhorar instantaneamente o clima econômico.

A ideia de combinar mais poupança pública, mais gasto social e mesma carga tributária só é possível em um cenário de crescimento vigoroso da economia e da arrecadação de impostos.

O Brasil só conseguiu o feito na primeira metade do segundo governo Lula, com a ajuda de um já encerrado ciclo de prosperidade internacional.

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

  1. O preço pago por essa poupança vale a pena? O governo gasta demais e tem pouco apreço pelo dinheiro dos impostos.

    1. CUIDADO MARINA TEM UMA CAPA DE CORDEIRO POR BAIXO UM LEAO.

      ELA DIZ QUE VAI FAZER ACORDOS, COM PSDB,DEM,E PARTIDOS DE DIREITA, E MUITA MENTIRA,ELA NUNCA FARA, MENTIRA ELA ESTA MENTINDO,

      ELA ESTA USANDO A MORTE DE EDUARDO CAMPOS,JUNTO COM O CANIDATO DE PERNAMBUCO, PRA SUBIR NAS PESQUISAS,ELES NAO TEM PREPARO E CONHECIMENTO DA SITUAÇAO DO PAIS.

      ELA E PIOR QUE LULA, E DILMA JUNTOS.
      O PLANO DE GOVERNO DELA E O MESMO DE ARCIO NEVES.

      ONTEM NO DEBATE ELA SO APOIAVA AS COISAS DO PSDB, E DO PT, E NAO APRESENTOR NADA DE SEU PROJETO.
      ELA TEM PROJETO E PLANO DE GOVERNO?

      OU E SO COPIA DOS OUTROS.

      1. VOCÊ ALÉM DE ESCREVER MUITO MAL,NÃO SABE DO QUE ESTÁ ESCREVENDO.

        1. Alex Lopes, pelo seu vocabulário e pela má escrita, você não possui o mínimo de intelecto para analisar política partidária. A análise que fez, só você viu no debate. Prepare-se mais para obter conhecimentos e só depois externar-los.

          1. Ênclise no final de frase? Não tem moral pra falar dos outros, seu animal.

    2. Poupança? Que poupança?!? O governo federal está em DÉFICIT PRIMÁRIO.

      Isso significa, que ele gasta com saúde, educação, etc etc EXCETO juros, mais do que arrecada.

      Pra pagar os juros da dívida o governo está simplesmente emitindo mais dívida.

      É como o cara que pra pagar apenas o juro da financeira, vai na outra financeira tomar dinheiro emprestado.

      Esse governo Dilma foi – do ponto de vista fiscal – o mais irresponsável desde JK, outro fanfarrão do passado que deixou o país com uma mega inflação, e uma explosão na dívida pública em troca de meia duzia de obras inúteis, entre elas brasilia.

      1. Não entendo como um país que tem dívida e está no vermelho, financeiramente, tem o direito de dispor do dinheiro do povo para DOAR a outros paises, tais como CUBA e VENESUELA.
        Acho que não deveria ser permitido que presidente algum fizesse o que quer com o dinheiro do povo.
        Se devemos, então paguemos primeiro a nossa dívida, e não fiquemos distribuindo dinheiro como se fossemos milionários…

      2. Será que é necessário aumento da carga tributária para destinar mais dinheiro para a saúde e reajuste justo para os aposentados, correção justa da tabela do IR, etc? Ou a devida instituição do imposto para grandes fortunas, maior austeridade na arrecadação dos impostos e transparência nos gastos públicos já seriam uma boa forma de haver mais dinheiro a ser destinado àqueles itens tão carentes de priorização?

        1. Concordo plenamente com você.O candidato que for eleito e quiser realmente fazer acontecer, terá que fechar o Brasil para um ‘balanço”, ou seja, rever as taxas tributárias ineficientes e alocar naquilo que realmente necessita, evitando assim o mau uso do dinheiro público,e com certeza sobrará verba para o investimento sitado.

      3. Parabéns por sua visão do Brasil.
        Concordo com tudo, principalmente com o maior erro do nosso país até hoje que foi a construção de Brasília, vamos pagar a conta por muitos anos.

    3. Caras pálidas , tudo se transfomará nos próximos 15 dias. Dilma sairá de licença médica,Temer assumirá.A cxompanheira desistirá da campanha e o LULÃO BOA TAPA tomará o seu lugar e cairá nos braços do povo.Quem viver,verá.

      1. Isso seria uma saída honrosa. Ex presidente Lula já havia afirmado anteriormente que não se candidataria para não magoar a Dilma. Se ela sair por motivo de “doença” aí…

    4. Um ponto muito importante foi deixado de lado durante o debate: a questão da escolha dos Ministros do Supremo. Qual será o critério de Marina para nomear novos Ministros?

    5. E a promessa do Aécio?

      20 milhões de adolescentes recebendo , cada um, 724 reais por mes gera um total anual de 173760000000 ( cento e setenta e tres bilhões esetecentos e sessenta milhões de reais). Vamos pensar em dólares americanos: quase 60 bilhões de dólares ).
      Os idosos vão ficar enciumados! Digno de Cervantes! Quixotesca promessa! Quem é o sancho Pança da vez?

      1. Também achei a promessa de Aécio Neves mirabolante demais. Talvez tenha dado certo em Minas Gerais, mas para o Brasil… Do mesmo modo em que há famílias de baixa renda em que garotas ficam grávidas para receber o bolsa família, quem garante que as famílias não irão se apoderar do dinheiro dos adolescentes? Ou até mesmo gangues da periferia, que conhecem os alunos.

    6. NÃO BASTA APENAS INVESTIR EM SAÚDE…SE O DINHEIRO É DESVIADO NÃO IMPORTA SE COLOCA 1 MILHÃO OU 100 MILHÕES…VAI SER DESVIADO DE TODO JEITO…E O ATENDIMENTO CONTINUARÁ UM LIXO…PRECISAMOS DE UMA ADMINISTRAÇÃO COMPETENTE…EVITAR O DESPERDÍCIO…QUEM TRABALHA NA ÁREA DE SAÚDE EM SERVIÇO PÚBLICO SABE QUE A CORRUPÇÃO ESTÁ ENRAIZADA NO SERVIÇO…CHEGA DE HIPOCRISIA…

    7. acho que resolveria todo esse problema se a RF passasem o total de valores mensal e anual ao vivo pela tv se aceitasem veriamos a transparencias que nunca vai acontecer, depois eles mesmo colocar a cara na tv e até mesmo a presidenta ou (o) fazer uma comissão que verifique.

  2. Para quem gasta milhões com copa do mundo e olimpíadas….. está pouco!

    1. Edmarcio, permita-me, acrescentar os gastos com o “mais médicos cubanos”, 39 ministérios, devidamente leiloados entre os apoiadores do pt, favorecimentos diversos para os hermanos do mercosul, etc

  3. Duvida. Porque o restabelecimento do tripé, inaugurado por FHC esta relacionado ao aumento temporário do desemprego

    1. Rondinelle,

      Porque, como a inflação está bem acima da meta, será necessário elevar os juros até que a atividade econômica se desaqueça o suficiente para reduzir o ritmo da alta dos preços.

      1. Não entendo de economia, gostaria muito de entender. Ao que me parece, nunca há um equilíbrio, parece que sempre o que se pode fazer é puxar o lençol de um canto pra descobrir outro.
        Então se eleva juros pra conter a inflação, desacelera a economia e aumenta o desemprego, se baixa os juros, a inflação aumenta…

        1. Um dos principios da economia: bens finitos e necessidades infinitas. O maior desafio é achar o ponto de equilíbrio entre inflação, desemprego, consumo, produção, poupança, crescimento.

      2. Na verdade não é temporariamente , existe a possibilidade de se estabelecer alta do desemprego e fixar se numa faixa de 2 dígitos.Com uma politica de conter a inflação a qualquer custo você irá desacelerar a economia baixando a inflação e tirando postos de trabalho e uma haverá retração de setores como comercio e industria.Um cenário perigoso e já vivido por nós, mas me parece que para alguns bate uma saudade desses tempos pois uma % da população acaba se beneficiando da situação enquanto jogamos para a vala todos aquelas milhões de pessoas que retiramos nos últimos 10 anos.

  4. Falta é administrar melhor os gastos, cortando despesas e nao aumentando recursos que com certeza alguem pagara a conta (leia-se aumento de impostos). É sabido que ha um ralo enorme em qualquer gasto do governo. Porque nao colocar na internet tudo o que o governo gasta e quem o recebe. É uma contabilidade simples que geraria uma transparencia de como foi gasto os recursos, o que se comprou, o quanto se pagou e quem recebeu.

    1. Você nunca ouviu falar nos portais da transparência??? mal informado você! A união, o Estado e os municípios disponibilizam na internet estas informações… É legal, mas não combate a corrupção, pois as fraudes são feitas por baixo do pano e não é contabilizada!

  5. O tripé do FHC II não foi renegado nos pleitos de 2002, 2006 e 2010. O Lula fez a “Carta ao povo brasileiro” falando que manteria o tripé e não implementaria o plano economico desenvolvimentista que o PT defendeu por 30 anos. Escalou o Paloci e o Meireles na linha de frente. Em 2010, o PT acusou o Serra de gastador e se vendeu como a estabilidade, exatamente por que havia mantido o tal tripé (embora, na prática, ja o havia abandonado em 2009). Essa eleição, portanto, é a primeira que está claro que exitem dois lados opostos nesse embate. O PT que abandonou o tripé (e por isso o PIB não cresce, a inflação aumenta e, não vai demorar, o desemprego também aumentará); e Marina/PSDB que defendem o reestabelecimento do tripé que deu certo. Este tripé, aliás, não tem nada de liberal ortodoxo. É uma simples constatação da realidade econômica. O Dilma I mostra, sem sombra de dúvidas, que a alternativa dita “desenvolvimentista” é, quando muito, um voo de galinha com consequencias desastrosas.

    1. Reinaldo,

      Você tem razão, o termo renegado é inapropriado. O texto será corrigido.

      1. O desemprego já começou a crescer, vide a crise na indústria, e principalmente nas indústrias automobilísticas.

        1. O que adianta beneficiar as indústrias automobilísticas sendo q nossas cidades e rodovias não mudam em nada o tráfegos, como se vê muitos congestionamentos em todo lugar…não seria melhor investir em educação, segurança e saúde???

    2. Porém colega Reinaldo foi com o Tripé do FHC que chegamos a incrível marca de 25 pontos da Selic.Um paraíso financeiro para os investidores abutres.
      Retomar essa medida pode trazer o beneficio de baixar a inflação aos patamares desejados porém voltaremos a ver aquele Brasil de 3° mundo, onde o crédito será inviável os empréstimos absurdos e a economia não conseguirá suprir de sua demanda interna.Talvez num ato de milagre algum ministro ou o próprio presidente consiga fazer acordos internacionais para escoar os produtos brasileiros e quem sabe gerar renda para o país porque com essas atitudes você acaba com o comercio e consumo interno e eu diria que vamos voltar a ser a marionete americana como nos tempos de FHC.Mas não há formula certa quem sabe a Dona Marina esteja com a razão vamos aguardar e guardar nossas reservas.

  6. 10 % para a saúde não é mal. O dinheiro de nossos impostos é dividido, não de forma igual, para os 3 poderes da república. Porque o poder judiciário, com regalias e altos salários, aposentadoria integral etc., levam uma vida de nababo, e o contribuinte não pode ser atendido em saúde ?!

  7. Qualquer cidadão que tenha um pouco Q.I, sabe que o aumento no gasto com “SAÚDE” é balela…..e mesmo assim não resolveria o problema que é estrutural….todos os candidatos fazem o que a ELITE determina,
    veja a candidata “Verde” tem uma coordenadora com sobrenome “SETUBAL”.

    1. Paulo, por favor, defina melhor quem é a elite para você. Será a mesma tão falada pelo pt, isto é, a zelite branca?

      1. é a zelite branca e classe média metida, pois a que tem o pé no chão sabe que a blabarina é uma fraude

      2. Deixei bem claro no e-mail !!!!!

        ” SETUBAL” lembra o que ????

        Loja 1,99 ou Banco ???

      3. Edwaldo, Apesar da redução das desigualdades sociais no Brasil nos últimos dez anos, ainda vivemos num país onde cerca de 10% da população mais rica concentram mais de 40% da renda. Estes, sim, compõem a famosa “elite”, segmento em que aposto que você não se encontra, apesar de defender seus interesses, contrários certamente aos seus.

  8. eu acho que o empresario brasileiro é sem vergonha quer vender menos e ganhar muito veja o que esta acontecendo os brasileiros estão gastando U$2 bilhões por mes la fora porque os produtos la são mais barato do que aqui minha filha esta nos usa e o estrangeiro reclama muito dos preços no brasil só pensa em aumento. vergonha

    1. Joel,

      Nem sempre a culpa pelos altos preços no Brasil é dos empresários, basta vc reparar nos tributos dos produtos que vc compra (agora vem especificado na Nota Fiscal) que vc verá que os impostos são extremamente altos, como exemplo, comprei uma câmera a poucos dias, e 48% do valor dela eram tributos, isso é um absurdo.

      1. Sempre o mesmo repertorio: preços brasil culpado impostos…. que tremenda balela!!!!
        carga tributaria brasil + ou – igual frança. salario brasil = 1/3 frança. materia prima brasil que brasil, entao me explica pq PALIO 5.000 dolares na frança e no brasil 15 mil dolares????? resposta: empresariado ganancioso ao extremo e depois culpa impostos, facil nao???

      2. Pois é Marcio, você tocou em um bom assunto, você comprou uma máquina e 48% eram de tributos no entanto você sabe qual o custo ou o lucro da empresa?Esse tipo de informação esconde a ganancia brasileira, não sabemos se os outros 52% eram de 40% de lucro e 12% de custo, mas a NF deixa a entender que o problema é dos tributos.Concordo que é um absurdo os impostos mas temos que analisar de perto porque o empresário brasileiro é bem esperto.
        Para começar tinha que ser aprovado o imposto único uma tarifa só gerada em cima da fonte do produto ou serviço.A coisa mais ridícula que temos é pagarmos imposto em cima de imposto.Agora pergunta la em Brasilia se algum quer mudar isso?

      3. a velha gerra de origens, de um lado os cara que vão liberar geral para que o pais faça ricos mais ricos e os países do norte feliz. do outros que defendem um estado controlando, como certas atitudes de achar normal brincar com 3.5 trilhão de dinheiro virtual em bolsas de valores para delírio dos bancos. No fim, o que deveria prevalecer é o bom senso: O estado deve sim ficar de olho em certa atitudes, vide estado = povo! porque a maioria esta na luta, dia a dia, então o país não é somentes do poucos 5 % que detem os 100% do $$$… O menos pior dos 3 é a Dilma com sua política popular, e, devem enteder os detalhes que faltam para a economia crecer sem encher a rua de carros: mude para trem e metrôs para o brasil todo que ganha voto pra sempre! tem muito boicote e terrorismo ainda devido ao ano eleitoral, é preciso ter muita calma nas escolhas, cuidado com lobo em pele de cordeiro com a marina…

    2. O problema não é por conta dos preços que compramos lá fora (talvez um pouco), mas a industria nacional (que tem pouquissimo de nacional) não é competitiva, não tem marcas de qualidade e quando tem logo é vendida e vira 2 linha. Vide Garoto, Brastemp, Telesp…

    3. Questão muito bem pontuada. Além do já conhecido custo Brasil, as empresas aqui tem sim uma margem muito maior que suas matrizes ou em outros países. Todos os produtos aqui são caríssimos e sua qualidade sempre deixa a desejar.

  9. ESSES POLÍTICOS SÃO TODOS, “FARINHA DO MESMO SACO”vOCÊS ACHAM QUE A MARINA TAMBÉM NÃO ESTÁ MENTINDO SOMENTE PARA GANHAR AS ELIÇÕES?. A MIM NÃO ENGANA .

  10. Absurdo né não? O tal “dinheiro publico fala que a Marina critica o atual governo, que o Aecio Neves também critica, que ambos tem não sei quantos votos.. Que ambos pensam que se Dilma sair tudo melhora…mas peca(ou torce contra?)em não dizer o que Dilma pensa sobre o mesmo assunto. Logo…bobagem.

  11. Fica difícil conduzir um pais onde a corrupção esta em todos os setores, um candidato precisa fazer ” N ” alianças negras que sequer imaginamos fazer acordos com os financiadores de suas campanhas para que caso seja eleito venha favorece-los de todas as formas possíveis e inimagináveis ainda que as contas sejam abertas quem garante que os números são verdadeiros em fim tudo gera em torno da legislação é uma questão jurídica já que não existe mais moral responsabilizar os políticos a titulo de prisão efetiva caso não feche as contas ao final de seus mandados mas não cumprindo um sexto de pena pois ai vale a pena roubar milhões ficar 6 meses preso não precisando devolver nada e ainda assim 8 anos depois se eleger novamente sem nada que o desabone em fim são tantas coisas tantos fios nesta teia que fica quase impossível tomar uma decisão em quem votar ou escolher pois a politica é um mundo imaginário aonde tudo pode acontecer basta sonhar…………..

  12. Repito, painhos do BR ( painho + mainha ) estão desesperados ! Poderão fazer da ex-fióta 1 “Marinane” se ela não for contundente / clara sobre narigangues / gerentes do mensalão, petrolão, saudão … ão . * Mudanças já realizadas no desgov.br univ Saúde + Ética : de US$ Kueca para US$ Bundeca

  13. O que deve ser considerado realmente é enxugar a maquina publica, são dezenas de ministérios dos quais poucos mostram alguma eficiência.
    Sem contar os inúmeros cargos vitalícios, isso tem que ser revisto.
    A politicalha do Brasil cada vez decepciona mais, são partidos sem perfil, do tipo Maria vai com as outras com alianças absurdas em prol do continuísmo.

  14. Os 10% para a saude que Marina pretende destinar não afetará o orçamento.
    Como ex-prefeito, posso afirmar que com a austeridade e honestidade que ela pretende governar, conseguira muito mais, cortando os desmandos que há, principalmente na saude e educação.

  15. Quando vejo entrevistadores perguntando a candidato como que dinheiro o sr. fará isso?

    a resposta é simples e elementar:

    CORTANDO OS DESMANDOS, ADMINISTRANDO COM HONESTIDADE PARA O POVO E NÃO PARA SEU GRUPO POLÍTICO.

    1. Pois é Nestor, não há dados técnicos na resposta.
      Pegamos o Aécio por exemplo, uma uma pergunta como a sua ele responde ” vamos atuar com responsabilidade e com preparo, enxugando a máquina e trazendo o beneficio ao país”
      Não sabemos o que ele irá cortar e também a onde irá aumentar apenas que irá ter a tal responsabilidade.
      Muito pouco para quem quer assumir uma presidência.

  16. 40 Bilhões? não foi esse o valor que tiraram da saúde ao derrubar a CPMF no Congresso? É válido promessa concreta, só não pode dizer que vai aumentar gasto A e o resto fica como está, afinal se vai pagar os salgados juros, vai ter que tirar de outra rubrica? qual será? temos o direito de saber.

  17. Tanto faz AECIO ou MARINA, o importante é tirar do poder a DIL Má.

  18. Marina será eleita no Primeiro Turno. Será a presidente de transição. Afrodescendente, mulher, evangélica e defensora do meio ambiente. Imbatível. Os cidadãos brasileiros honestos, com o apoio do SENHOR JEOVÁ, iremos enterrar o Brasil do apartheid, racismo e corrupção, sem choro e nem vela, com um Mar Vermelho de votos. Aproveito a oportunidade para convidar os cidadãos brasileiros honestos a se juntarem a nós na construção do Brasil Multiétnico Cristão. Venham para o PDTE – Partido de Todas Etnias, o partido dos cidadãos brasileiros honestos. Em 50 anos o Brasil Multiétnico Cristão será o país mais desenvolvido do mundo, c/ o dobro da população, 50 Estados, 05 ou mais Estados associados: Portugal, Angola, Moçambique, Haiti e outros países de língua e cultura portuguesa. Pagaremos os funcionários públicos por escolaridade: 3, 6 e 9 SM (Estaduais 75% e municipais 50%), educação, saúde, segurança, habitação e saneamento integral e gratuita para todos desde a creche até pós-graduação. JEOVÁ é a nossa bandeira.

    1. Angelo, vejo que você é um testemunha assíduo do SENHOR.
      Porém temos de separar a politica da religião.Não é porque se acredita em Deus que a pessoa será fantástica. Infelizmente.Infelizmente né.
      Cuidado pois a cegueira imposta pelo evangelho pode afetar o discernimento da parte politica.

  19. Gente eu concordo que todos são farinha do mesmo saco ,mas sabemos que o Pt e psdb são mentirosos ,então a única opção e mesmo a Marina poisáveis única esperança
    Eu prefiro acreditar

  20. Acho Marina interessante mas ela tem que ser menos genérica e mais especifica. Tem que se mostrar mais, ainda a vejo muito obscura.Dilma esta na contramão. Por enquanto vou ficando com Aécio , me parece consistente e não se governa sem apoio do congresso.

  21. O PT já apanhou demais, vai ser bom para o partido deixar de ser o alvo. Se Marina for eleita, vai ter que ter tranco pra aguentar as surras. Penso que quem levar a presidencia, não vai sair no lucro não…2015 promete ser um ano péssimo para o Brasil e claro, a culpa vai ser toda do presidente…

  22. tem uma coisa que realmente ninguém deixa claro, para o povo brasileiro, se tudo que Marina , Dilma e o Aécio promete é mentira não pode ser feito, estão estamos todos perdido mesmo, porque ninguém pode fazer nada, corretamente para o povo, eles só vão empurrar a sujeira para debaixo do tapete, o que vai ser povo brasileiro , alguém pode fazer alguma coisa real.

  23. Interessante, ontem no debate, partir do que a candidata Marina Silva falava sobre o que havia feito em seu ministério(Ministério do Meio Ambiente, no mandato de Lula), Dilma e ou Aécio Neves, não atacaram ela, porque será!? Porque o que ela falou, ela fez. Por esta razão acredito nela, e também porque até hoje tivemos pessoas nesta política velha, sem escrúpulos, mafiosos detentores de poder e principalmente negociando o meu, o seu voto, já que quem elege estes, somos nós. Aécio Neves com a história de que investiu na educação em Minas Gerais, quem lê, sabe que somente 11% das escolas no estado receberam o benefício, então por favor…, Papai Noel não acredito faz muito tempo. E o PT, desculpem, mas precisamos mudar nossa história e percebo que é este o momento, não acredito em mudança extraordinária com a Marina, até porque Economia, quem sabe muito bem, não tem muito o que inovar, para se ter Superávit é necessário gastar menos e receber mais, é o be a bá, de Receitas – Despesas = ficar positivo a economia, se não entendermos que é agora esta mudança, então deixamos do jeito que está, e vamos parar por aqui. Um País como o nosso, em que produtos entram por um valor, e praticamente aumentam pela carga tributária, mostra-se a necessidade de mudança e não digo radical, mas de ares novos nesta política, em que os interesses próprios são maiores que o interesse da população, que faz com que esta máquina ande.

    1. Maria,

      Não há uma forma confiável de estimar esse valor.

  24. Poupança do governo para o quê? Pagar parcelas e juros de dívidas antigas feitas por governos corruptos (pleonasmo) ?

    Aqueles que emprestam para o governo não são inocentes. São investidores, que sabem que o governo pode tirar o dinheiro a força dos outros, um roubo (prática vulgarmente conhecida como “imposto”).

    Um calote definitivo, tanto da dívida interna quanto externa, seria uma ótima alternativa para punir esses investidores e aliviar a situação sem precisar de elevação de impostos nem inflação monetária (duas medidas que podem debilitar ainda mais uma economia enfraquecida).

    Os possíveis efeitos colaterais, como a seca das linhas de crédito para o governo e quebra dos bancos estatais, na verdade são efeitos positivos: Sem cŕedito para pegar emprestado, o governo fica sem meios de criar dívidas enormes que serão deixadas para os outros pagarem. E os bancos estatais, agora finalmente quebrados, param com suas práticas inflacionistas.

    Que ótimo seria se o BNDES finalmente desaparecesse do mapa. O Estado do Maranhão é um dos mais pobres (senão o mais pobre), do Brasil. E não bastando a pobreza que tem, esse banco desgraçado empresta três bilhões e oitocentos milhões para o Estado do Maranhão (dinheiro que será gasto por políticos) [Fonte: http://goo.gl/Rh3ikq%5D. Acaso de onde esse banco acha que virá o dinheiro para pagar o empréstimo que fez ao Estado? Do roubo sobre os maranhenses. E isso não se limita ao Maranhão: Os valores que o BNDES emprestou em 2013 para Estados e empresas estatais são muito mais elevados do que os valores emprestados para a iniciativa privada.

    Não consigo imaginar o quê aconteceria com o valor do Real. Talvez despenque, já que o Estado, parando de retirar dinheiro da economia, deixa a oferta de Real alta (que também é culpa do Estado) sem uma demanda alta correspodente e portanto, desvalorização da moeda que resulta em inflação. Ou até mesmo valorize pois, sem a necessidade de pagar a dívida, o governo pode reduzir bastante o roubo, o que, aliado com um processo de desburocratização, poderia tornar o solo brasileiro interessante para investimentos (Ninguém quer abrir um negócio para pagar o arrêgo da máfia estatal, certo?), o que cria a demanda de moeda para corresponder a oferta.

    Mais cedo ou mais tarde, de uma forma ou de outra, o governo brasileiro vai dar o calote. Queria ou não.

    Calote! Calote! Calote!

    Quem é contra o calote, só tenho a dizer o seguinte: Se está disposto a pagar essa dívida, que atire o primeiro maço de dinheiro.

  25. Tenho dó da Marina se ela ganhar. Há muita espectativa em cima dela. Não vai conseguir implementar suas promessas genéricas, por melhor que seja suas intenções, pois depende de um Congresso insaciável, faminto e sedento por verbas, um toma lá dá cá, parasitas de todas as matizes. Um Estado paquidérmico, todos querendo uma mordida no suado dindim da Viúva, corporativismos, OABs, ONGs, etc.

    1. Olha Mario, eu também achava isso porém se levarmos em conta que ela já está sendo apoiada por um Setubal (banqueiros) parece que já entendeu que para chegar ao posto mais alto precisa se aliar a eles.
      Agora conseguir aprovar todos os projetos sem envolver qualquer tipo de beneficio financeiro, essa é a grande pergunta? Conseguirá?

    2. Acho que precisamos confiar mais e firmarmos nossa certeza sobre quem não queremos mais “governando” (ou desgovernando?) nosso país.

  26. Pura demagogia. O governo atual já destinará 10% do PIB para a educação, mas o que adianta? Esse dinheiro será pulverizado em desvios e gastos inúteis, com fisiologismo e nepotismo, com pessoas incapacitadas. Não basta destinar o dinheiro aleatoriamente, é preciso saber geri-lo. Um sumidouro de dinheiro na saúde são as santas casas, essas caixas fechadas que não prestam conta a ninguém. Que federalizem as Santas Casas.

    1. Concordo contigo. Sou servidor estadual e só o que vejo é CC (indicação partidária) ocupando cargos de gestão sem ter a MENOR competência para isso. Estamos em época de fechamento de contas e orçamento… a forma como são conduzidas as reuniões e decisões é de chorar.

  27. por que não pesquisar e analizar primeiro todas as propostas depois falar sobre isso, porque muita gente esta falando coisas que não sabe que ouviram outras pessoas falar não vai pela cabeça dos outros analize todas as propostar depois comente por si proprio

Comments are closed.