Medido em todo o país, desemprego no Brasil é o 7º maior do G-20

A apuração do desemprego em todo o território do país põe em xeque a tese oficial segundo a qual a taxa brasileira está entre as mais baixas do mundo.

Na pesquisa mais ampla do mercado de trabalho, iniciada neste ano pelo IBGE, o desemprego atingiu 6,8% no terceiro trimestre; na pesquisa tradicional, limitada às seis maiores regiões metropolitanas, foram apenas 4,7% em outubro.

O novo cálculo, ainda em fase de desenvolvimento, deverá substituir o antigo a partir de 2015. Com isso, a taxa brasileira subiria hoje da 17ª para  a 7ª posição no ranking das mais elevadas do G-20, o grupo que reúne as 19 principais economias do mundo e a União Europeia.

lVxr5 (1)

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

  1. CadÊ a Espanha Folha?? Querem esconder?? Africa do Sul (dos Brics) voces colocam.. parabéns pelo jornalixo

      1. Da U.E também não ? Sabem do que to falando… voces só põe o que favorece o interesse de voces! Aprendam a ser um jornal correto, não precisa ser imparcial, mas não editem nem manipulem, nem coloquem manchetes com entendimento equivocado. sejam um jornal grande.. mostrem as falcatruas do Partido Social Democracia Brasileira, não escondam o jogo..

        1. Marcos,

          Certamente os desempregados da Espanha estão contidos na taxa da União Europeia, que é de 10%.

        2. Parabéns pelo comentário. A Folha perdeu o rumo e o conceito de um grande jornal

          1. Manipulação Absurda da Folha. De dar vergonha nos estatísticos. Por acaso a Folha apurou se as taxas dos outros países da lista tem cobertura nacional ou se referem-se apenas a regiões metropolitanas? triste destino do jornalismo desse país

    1. União Europeia foi considerada uma coisa só, porém, no mesmo gráfico, desmembraram a França, Reino Unido, Alemanha; Cadê a Espanha? Portugal? Itália? Grécia?

      Sinceramente, desonestidade de reportagem.

      1. Sergio,

        Espanha, Portugal e Grécia não fazem parte do G-20. A Itália está no infográfico.

    2. Não adianta tentarem encobrir a realidade, o indice so não e muito maior por causa do bolsa familia.

  2. Aqui na Alemanha o goveno maqueia os números. Quem trabalha por 450 euros nao tem quase direitos e nao é empregado e nem desempregado. Sao 6 milhoes! Quem tem mais de 50 anos e procura emprego, tem que fazer cursos, pois senao entrariam na lista dos desempregados. Aí com 60 anos os aposentam, para nao perturbarem mais…Em outros países é a mesma coisa…

  3. Parabens Folha por mostrar a verdade nua e crua. Lamento sempre haver a petralhada de plantao pra criticar quando se mostra a verdade vergonhosa. Lembrando que o gov federal considera populacao economica na ordem de 23 milhoes este ano, cerca de 1 milhao a menos que ano anterior. Ou seja, a maior manipulacao estatistica que ha no mundo. Este governo federal quebra o termometro pra nao aceitar a febre.. rsrs

Comments are closed.