Receita extra transforma deficit do Tesouro em saldo recorde de R$ 28,8 bilhões

Graças a receitas extraordinárias, que não se repetirão daqui para a frente, o governo obteve no mês passado o maior saldo da história em suas contas.

Segundo divulgou hoje o Tesouro Nacional, a arrecadação de impostos e outras fontes de recursos superaram em R$ 28,8 bilhões as despesas com pessoal, programas sociais, custeio e investimentos.

Essa sobra, conhecida como superavit primário, é o que o governo poupa para o abatimento de sua dívida. Apesar do recorde de novembro, a poupança pública continua abaixo dos patamares prometidos.

O resultado se deve basicamente a R$ 20,4 bilhões em pagamentos incentivados de dívidas de contribuintes e R$ 15 bilhões do leilão do campo petrolífero de Libra.

Sem esse dinheiro, as contas do governo teriam sido deficitárias: faltariam R$ 6,6 bilhões no caixa, que teriam de ser cobertos com mais endividamento.

Mesmo com o dinheiro, não será possível cumprir a meta, fixada em julho para União, Estados e municípios, de um superavit de R$ 111 bilhões no ano.

Segundo o Banco Central divulgou, o resultado total ficou em R$ 80,9 bilhões nos primeiros 11 meses do ano.

O governo abandonou a promessa de compensar o desempenho insuficiente dos Estados e agora se limita ao cumprimento da sua parcela da meta, de R$ 73 bilhões. Até novembro, foram 62,4 bilhões.

Ainda que alcance neste mês o número desejado, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff não conseguirá aplacar a desconfiança de analistas e investidores na solidez da política fiscal.

Primeiro, porque as despesas -principalmente as de caráter permanente, na área social- estão em expansão contínua, em taxa muito superior à do crescimento da economia.

De janeiro a novembro, os gastos federais chegaram a 827,9 bilhões, 14% acima do período correspondente de 2012.

Essa expansão impulsiona o consumo total do país, que cresce em ritmo superior ao da produção de bens e serviços, gerando inflação e aumento das importações.

Em segundo lugar, a Fazenda e o Planejamento têm demonstrado incapacidade de prever corretamente despesas obrigatórias. O deficit da Previdência Social neste ano, por exemplo, foi estimado inicialmente em R$ 33,2 bilhões -e até novembro somou R$ 55,3 bilhões.

Terceiro, a dívida pública brasileira, pelos critérios adotados internacionalmente, é a maior entre os principais países emergentes e se mantém em patamares em torno de 65% da renda anual do país, sem tendência de queda.

Pela metodologia mais utilizada no Brasil, que exclui da conta os créditos do governo, a dívida está em queda no ano, de 35,3% para 33,9% da renda nacional -o menor percentual medido desde 2001, quando começam as estatísticas adotando essa conta.

Por último, despencou a capacidade de poupança dos governos estaduais, que chegou a R$ 29,6 bilhões em 2011 e não passou de R$ 12,9 bilhões nos últimos 12 meses. Os números tendem a ser ainda piores no ano eleitoral de 2014.

Leia mais: Com ajuda da Vale e de bancos, governo tem arrecadação recorde em novembro

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

      1. O governo é credor em dólares, tem mais reservas internacionais do que dívida externa, quando o dólar aumenta, aumenta o valor das reservas em reais. Issso tb deveria entrar na conta, seriam mais 40 bilhoes em reais.

  1. É a magica da movimentação dos recursos somados ao aumento sa arrecadação tributária. Já foi praticada há dezenas de anos pelos reis.

  2. Pode sim se repetir nos próximos anos,
    é só fazer novas concessões!

    E 2014 será melhor que 2013 por causa da copa e dos investimentos, que irão crescer.
    Mas para ficar ainda melhor, as pessoas precisam estudar mais, aumentando sua produtividade e reduzindo custos!

  3. Mais uma operação de maquiagem das contas governamentais! Continuamos no vermelho sempre, mas o desgoverno divulga números irreais para agradar e enganar!

    1. Essas operações contábeis no governo do PT da presidente DILMA e do ministro GUIDO MANTEGA que geram superávit primário foi copiado dos los ermanos argentinos que é expert no assunto.

  4. Escrita esquisita da matéria: notícia alvissareira, embebida em uma sopa de adversatividades.

    1. Quantas palavras difíceis você conhece, não? Que tal comentar com um pouco mais de argumentos e menos parnasianismo?

  5. Resumindo: se continuar assim ,Dilma leva já no primeiro turno! E agora ,Joaquim?

    1. Com a mídia cooptada pelo PT , A ENGANAÇÃO continuara pelos proximos4 anos, porque o povao nem sabe o que é déficit em contas correntes. A única coisa que conhecem é o bolsa votos.

      1. Mídia cooptada por quem mesmo? A superexposição do mensalão petista, em contrapartida à subexposição do mensalão tucano e do “Trensalão”, provam o absurdo do que você diz. Quanto às “bolsas votos”, o governo brasileiro segue orientações de órgãos internacionais, como a ONU, que indicam a adoção de programas chamados de “Conditional Cash Transfer”. Qualquer país civilizado não deixa os mais pobres desassistidos – dá uma olhadinha no site do governo inglês e analise que os programas sociais e de transferência de renda por lá são mais amplos que os nossos, e ninguém chama de esmolo ou compra de voto. Pesquise sobre o que são os CCTs, pra que servem, onde são implementados. Se informe, antes de assinar atestados de ignorância pela internet.

  6. O P T não sabe fazer conta, só propaganda enganosa. O saldo das contas do governo é negativo, já que os 15 bilhões do leilão de Libra vem de onde? Da Petrobrás, empresa pública! kkkkkkk… Esse governo é uma piada!

  7. Impressionante! Do começo ao fim do texto, o jornalista fez uma esgrima argumentativa para transformar uma notícia positiva em negativa, parabéns! Por quê ele não fez uma comparação histórica para demonstrar a evolução do quadro na história? Jornalismo medíocre é desse tipo, escolhe para passar uma imagem parcial ao invés da verdade factual e contextualizada. Se fosse, no mínimo sincero, teria comentado sobre a crise mundial e os esforços dos países para não entrar em recessão através de políticas anticíclicas: como, por exemplo, por meio de política fiscal expansiva. Vai seja corajoso, faça uma comparação histórica e contextualizada, não fique nesse truque banal….

    1. É isso ai, jornalismo praticado pela Folha de SP do Sr. Frias chegou ao estado da arte do cinismo, torceram o texto até conseguir transformar uma boa notícia em droga pura. Parabéns editores babacas

    2. Pois é. Fazer jornalismo com números sem contexuoalizar num panorama de sociedade de mercado capitalista e globalizada é soda.

    3. Será que você está cego ? O MUNDO inteiro vem informando sobre o desequilibrio fiscal, a maquiagem contabil, os gastos insanos, mesmo assim você não quer ver ?

    4. Tsc…. Choradeira de comensal do poder desesperado é patética…..

  8. Tudo maquiado. Tudo enganação. O governo precisava respeitar o principio da publicidade, para inicio de conversa. Não divulga nada. Todos sabem que, so para dar um exemplo, a Infraero é sócia das empresas que arremataram a administração dos aeropostos. Pra que? Os 49 bilhões que essa estatal deverá pagar ao tesouro, de onde virá? Fácil deduzir: do contribuinte, lógico. Privatizar ou conceder assim, é fácil. Considere-se que não é revelado ao povo, por exemplo, que a Petrobrás é, na verdade, uma importadora de combustivel. Melhor vocês não lerem o orçamento para 2014.

  9. 15 bi de libra?
    petrobras pagou quanto de libra?
    de onde sai o da petrobras?

  10. “Terceiro, a dívida pública brasileira, pelos critérios adotados internacionalmente, é a maior entre os principais países emergentes e se mantém em patamares em torno de 65% da renda anual do país, sem tendência de queda.”? Que raios de medição é essa? A relação universalmente aceita é a relação dívida pública/PIB…que por sinal, anda em quanto? PelamordeDeus, texto tendencioso esse, hein?

  11. O texto ruim da matéria não tira o mérito da questão que é uma sistemática manipulação de dados por parte do Governo, que pinta um Brasil caindo aos pedaços como se fosse o mundo de Alice no País das Maravilhas. Os banqueiros devem estar rindo de gargalhadas com o desespero do Governo em manter o grau de investimento, principal, senão única fonte de recursos externos, o especulativo, já que é impossível criar valor neste País, sem ser com pura extração e pilhagem dos recursos naturais. Basta analisar os números: déficit pelo aumento do seguro desemprego, crédito com a venda de recursos naturais (o petróleo de Libra).

    1. A quase totalidade, algo como 62%, é dívida interna, em geral na forma de títulos públicos. A dívida externa é cerca de 3% do PIB.

  12. Como é a composição da dívida pública??? OS 65%/pib É MUITO MENOR DO QUE OS 110% DOS EUA E OS 200% DO JAPÃO. Falar dos emergentes é balela. COLOQUEM OS NÚMEROS!!!!

  13. ENDOSSO EM GENERO E GRAU O QUE O TIAGO ESCREVEU: “Impressionante! Do começo ao fim do texto, o jornalista fez uma esgrima argumentativa para transformar uma notícia positiva em negativa, parabéns! Por quê ele não fez uma comparação histórica para demonstrar a evolução do quadro na história? Jornalismo medíocre é desse tipo, escolhe para passar uma imagem parcial ao invés da verdade factual e contextualizada. Se fosse, no mínimo sincero, teria comentado sobre a crise mundial e os esforços dos países para não entrar em recessão através de políticas anticíclicas: como, por exemplo, por meio de política fiscal expansiva. Vai seja corajoso, faça uma comparação histórica e contextualizada, não fique nesse truque banal….

  14. Realmente é um número fantástico para quem não INVESTE em EDUCAÇÃO – HOSPITAIS – ESTRADAS – POLICIAMENTO – USINAS ELÉTRICAS – APOSENTADOS CONTRIBUINTES. diríamos que deveria sobrar mais………

    1. 20.000.000 SAO OS VOTOS DOS APOSENTADOS QUE FARAO DIFERENÇA EM 2014.

  15. Não sei o que ainda é susto para a população em ler/ouvir que a Fazenda e Planejamento são 2 pastas ineficientes. Políticas adotadas são de características amadoras, o que Guido Mantega (Fazenda) faz é brincar achando que está jogando um jogo tipo SimCity.
    Oq é evolução da história? Brasil cresceu por conta do crescimento externo…. Esse país só patina, Europa e EUA entraram e crise, já estão saindo, e já crescendo mais que Brasil e ainda continuamos a minguar 2% de crescimento de PIB, no máximo. Politica fiscal expansiva pq? Aumentaram os gastos do governo principalmente, estimulam consumo mas nao estimulam produção. Não estimulam melhorias, país onde tudo é feito de forma corretiva e não preventiva….
    EUA tem divida mas ao mesmo tempo é o maior credor mundial… Antes de ficarem falando de números, pensem no que vocês falam…. Brasil emite títulos pra segurar a sequencia de desvalorização do real….
    Enfim, país perdido… Tanto lixo pra arrumar q ng sabe por onde começar. Até sabem, é na saúde e educação, mas é preferível manter a população ignorante, a ver essa orgia em que vivemos politicamente e economicamente falando.

  16. Quanto essa milícia paga para fazer comentários positivos sobre o governo na internet ganha? Porque eu conheço tanta gente desempregada, apesar do governo insistir que sobra empregos por todo lado. Eles adorariam trabalhar fazendo isso, nem precisa de um cérebro pra fazer esse trabalho. Até o boneco do comercial do Es ta dão pode fazer.

  17. Muitos comentários tolos, provindos de uma análise ideological anti-governo. Alguns nem conseguem perceber o que é bom para o Brasil. Veem tudo negative a causa do seu conservadorismo politico.

  18. Se impossível competitividade / inovação então ficaremos sempre na importação / novidade. Gigante Dorminhoco Anestesiado em berço importado fazedor de felicidade, então Ralo Gigante ! Ronca demais ! Metamorfoseado ? Gigante sapo-rei fantasiado de Educação Saúde p/ garantir reinado eterno ? Para q desenvolvimento normal se realize primeiro tem q secar o pântano. Magia zero ! Rasgar as fantasias de Educação / Saúde para “Melhoria da Capacidade Profissional da População”… + Desmontar “Rolo Compressor Tributário.br” * Se “consumo de uns se transforma em renda de outros …( processo em cadeia )”, bom imaginar o q acontece c/ festival de importações. * Esse “festival” reduz a propensão marginal a consumir relativa aos Produtos Elaborados no Gigante(competitividade ?),representaVAZAMENTOSdentro de cada 1 das Etapas da Propagação em Cadeia. OBS *”aumento de consumo” (sem falar em inflação / import, export…) “pode” provocar 1 expansão de produção de Bens de Capital inicialmente + do q proporcional ao acréscimo na produção de Bens de Consumo. Nesse univ assuntos diversos p/ reflexão.

  19. Bem que a presidenta Dilma, com todo esse superavite, poderia ter compaixão dos servidores públicos idosos e apoiar a aprovação da PEC 555/06.

  20. O pessoal tem de ler com calma e ver que a causa raiz do problema está nos Estados que onda ainda tem um, nas palavras do Zé Serra, um bunker da oposição.
    Temos de repensar as eleições no Estados para acabar com qualquer coisa que se denomine bunker pois o Brasil não está em guerra.
    Temos problemas históricos que só serão resolvidos quando se acabar com uma política atrasada do que dá errado sempre tenta associar aos que querem mudar e o que dá certo sempre é sorte!
    O números que não fecham são dos Estados administrados pela dita oposição!
    PR nem vai fechar o 13 dos funcionários. Minas nem cresceu esse ano e SP patina em todas as áreas, saúde, educação e nem precisa falar transporte, mesmo já tendo vendido tudo!

  21. O “Bolsa compra voto” não para de aumentar. Esses caras não vão sair do poder tão cedo. Eles são muito espertos jogando migalhas para os indigentes e ignorantes. Essa massa irá manter o PT no poder durante décadas! Estamos virando uma Venezuela!!!

  22. É por essas e outras do mesmo nível de negociatas do Executivo que educação não é mais nem questão de privilégio, mas de sorte.

  23. A coisa está estranha. Ou é proibido dizer, ou quem entende da coisa não quer dizer.
    Pessoal que entendem, por favor, falem a verdade para entendermos e acreditarmos.

  24. o projeto Bolsa Família é elogiado e COPIADO no Mundo. A “oposição” sabe e, antes crítica, hoje diz que vai MANTER e AMPLIAR (palavras do aÉbrio e do Campos). Assunto ENCERRADO!
    A dívida Pública Brasileira (Governo Federal), É menor que a americana e japonesa, só para exemplificar. Lá, é 392% do PIB! Aqui não passa de 54% (Federal!). ASSUNTO ENCERRADO.
    Ter recuperação de Receitas é excelente: ASSUNTO ENCERRADO!
    A folha, a Globo e outras grandes mídias tem um “público” cativo, que quer, deseja ouvir e ler esta “VERSÃO”: então, eles dão o que o povinho direitoso quer… ASSUNTO ENCERRADO, PARA SEMPRE!

    1. – Mas culturalmente, o mundo desenvolvido sente vergonha de ser sustentado pelo governo. Vide a Alemanha, com o mesmo programa.
      – Mas os EUA são ao mesmo tempo os maiores credores. Anula o efeito.

  25. Ficar dando uma de vidente
    “Graças a receitas extraordinárias, que não se repetirão daqui para a frente, o governo obteve no mês passado o maior saldo da história em suas contas.”
    para tentar validar a opinião é no mínimo lamentável.
    Só mesmo apologistas do caos pensando que vão ganhar alguma coisa com isto tentam enganar os menos atentos à realidade. É de dar dó que pessoas se prestem a escrever coisas assim..

  26. esses PTralhas são bons mesmo!!!

    Graças a receitas extraordinárias, que não se repetirão daqui para a frente, o governo obteve no mês passado o maior saldo da história em suas contas. Segundo divulgou hoje o Tesouro Nacional, a arrecadação de impostos e outras fontes de recursos superaram em R$ 28,8 bilhões as despesas com pessoal, programas sociais, custeio e investimentos. Essa sobra, conhecida como superavit primário, é o que o governo poupa para o abatimento de sua dívida. Apesar do recorde de novembro, a poupança pública continua abaixo dos patamares prometidos. O resultado se deve basicamente a R$ 20,4 bilhões em pagamentos incentivados de dívidas de contribuintes e R$ 15 bilhões do leilão do campo petrolífero de Libra. Sem esse dinheiro, as contas do governo teriam sido deficitárias: faltariam R$ 6,6 bilhões no caixa, que teriam de ser cobertos com mais endividamento. Mesmo com o dinheiro, não será possível cumprir a meta, fixada em julho para União, Estados e municípios, de um superavit de R$ 111 bilhões no ano. Segundo o Banco Central divulgou, o resultado total ficou em R$ 80,9 bilhões nos primeiros 11 meses do ano. O governo abandonou a promessa de compensar o desempenho insuficiente dos Estados e agora se limita ao cumprimento da sua parcela da meta, de R$ 73 bilhões. Até novembro, foram 62,4 bilhões. Ainda que alcance neste mês o número desejado, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff não conseguirá aplacar a desconfiança de analistas e investidores na solidez da política fiscal. Primeiro, porque as despesas -principalmente as de caráter permanente, na área social- estão em expansão contínua, em ritmo muito superior ao do crescimento da economia. De janeiro a novembro, os gastos federais chegaram a 827,9 bilhões, 14% acima do período correspondente de 2012. Essa expansão impulsiona o consumo total do país, que cresce em ritmo superior ao da produção de bens e serviços, gerando inflação e aumento das importações. Em segundo lugar, a Fazenda e o Planejamento têm demonstrado incapacidade de prever corretamente despesas obrigatórias. O deficit da Previdência Social neste ano, por exemplo, foi estimado inicialmente em R$ 33,2 bilhões – e até novembro somou R$ 55,3 bilhões.Terceiro, a dívida pública brasileira, pelos critérios adotados internacionalmente, é a maior entre os principais países emergentes e se mantém em patamares em torno de 65% da renda anual do país, sem tendência de queda. Pela metodologia mais utilizada no Brasil, que exclui da conta os créditos do governo, a dívida está em queda no ano, de 35,3% para 33,9% da renda nacional -o menor percentual medido desde 2001, quando começam as estatísticas adotando essa conta. Por último, despencou a capacidade de poupança dos governos estaduais, que chegou a R$ 29,6 bilhões em 2011 e não passou de R$ 12,9 bilhões nos últimos 12 meses. Os números tendem a ser ainda piores no ano eleitoral de 2014.

  27. Comunicando ao pessoal direitoso que gosta da versão folheresca e fantasiosa: SOU PETISTA, SIM!
    Não precisam perder tempo me enchendo, CERTO?
    Assunto ENCERRADO!

  28. O governo do PT, prendeu rápido a mentira inventada pelos hermanos, o pior é ver um jornalista se prestar a este triste papel.

  29. Receitas extraordinárias, que SE repetirão daqui para a frente, o governo obteve no mês passado o maior saldo da história em suas contas! Nuca ANTES! ASSUNTO ENCERRADO!
    O governo TENTA COMPENSAR os ERROS dos estados tucanos que tem desempenho insuficientes, mediocres e baixo de fiofó-de-sapo, e agora se limita ao cumprimento da sua parcela da meta, de R$ 73 bilhões. Até novembro, foram 62,4 bilhões. E ALCANÇARÁ neste mês o número desejado, a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff NÃO leva a sério os analistas e investidores – ESPECULADORES, da política fiscal. ASSUNTO ENCERRADO!
    Com uma dívida Pública PEQUENA e controlada, O Governo Dilma vai de vento em popa! A reeleição do Governo Democrático e Popular é CERTA – terão aqueles urros da oposiCÃO, aqueles berros, as táticas ultrapassadas e sem noção, principalmente do minerim aÉbrio never, dos tuKnalhas, do trensalão paulista (dos trens), mas nada que possa mudar o GRANDE DESTINO DO POVO BRASILEIRO!
    ASSUNTO ENCERRADO! hehehehehehehe

  30. A cubanização está em curso. Breve seremos tão MISERÁVEIS quanto os cubanos.
    PARABÉNS, DILMA, PARABÉNS, PETÊ E PARABÉNS, MILITONTOS!

  31. A notícia é relativa, mas os comentários são ótimos.
    A grande tristeza é que estão vendendo o Brasil.
    Em 2012 usaram parte do dinheiro, aplicado fora do Brasil.
    Assim vão continuar………..

  32. Vamos tentar entender: o Governo alardeou que o pré-sal seria destinado a EDUCAÇÃO. Logo, já contamos com 15 bilhões do leilão do Campo de Libra a menos.
    Tomara que o a EDUCAÇÃO não tenha que salvar o pré-sal.

  33. O povão adora ser engado e o pt é craque nisso.
    O pt é craque em criar escravos dependentes do estado com benesses que se convertem em votos.

  34. Nos quadros PETISTAS não existem pessoas com competência para administrar o Brasil, são mandraques na sua grande maioria, vivem em torno da mentira que sempre pregaram para os trabalhadores. Como pode sem estudos e pesquisas administrar uma montanha de dinheiro?? São tapadores de buracos, desorganizados, enrolados, atrapalhados e além de tudo isso são AUTORITÁRIOS, mais que os próprios militares, são perseguidores, rancorosos, hipócritas e manipuladores de grande massa de manobra chamada de trabalhadores, que acham que votar nesse partido é tradição, que tipo de tradição é essa ??? Desvio de dinheiro publico em malas e sacos de estopas cheios, e enquanto isso nos hospitais, seus eleitores, aqueles manipulados pela mentira cansativa que distribuem esses pelegos de carteirinha, aguardam pelo atendimento nos corredores, aguardam os equipamentos básicos para atendimentos e pelos médicos que não querem trabalhar sem condições para poder oferecer vida e esperança para os informes manipulados pela maquina chamada de GANÂNCIA.

Comments are closed.