Governo promete redução milagrosa do deficit da Previdência

A despeito da descrença geral em torno das promessas de austeridade neste ano eleitoral, governo e mercado parecem concordar que o melhor é manter a encenação tanto quanto possível.

No mais novo ato, o ministro da Previdência foi forçado a recuar de uma declaração que beirava o óbvio: o deficit do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) tende a ficar bem acima das projeções oficiais.

Segundo a programação orçamentária deste ano, o buraco nas contas atingirá R$ 40 bilhões. O ministro Garibaldi Alves disse, em entrevista ao jornal “Valor Econômico”, que o mais provável seria repetir os R$ 50 bilhões de 2013.

Pressionado, o ministério divulgou ontem uma nota segundo a qual, graças a medidas para elevar a arrecadação e combater a sonegação, o resultado imaginado pela área econômica poderá ser milagrosamente alcançado.

O enredo nem sequer é novo: no ano passado, a equipe de Dilma Rousseff dizia que o deficit previdenciário ficaria em R$ 33,2 bilhões, num erro de quase R$ 17 bilhões.

Para este ano, prevê-se simplesmente o menor deficit desde 1998, equivalente a 0,77% do Produto Interno Bruto, ou seja, da renda nacional. De 2012 para 2013, o rombo subiu de 0,93% para 1,04% do PIB.

Nas contas do governo, a despesa com o pagamento de benefícios subirá 8,4%. Nos últimos cinco anos, os gastos subiram entre 10% e 13% ao ano. Cada ponto percentual significa R$ 3,6 bilhões em desembolsos.

Não por acaso, o mercado não acredita no cumprimento da meta anunciada pela Fazenda em fevereiro de poupar o equivalente a 1,9% do PIB; a estimativa central dos analistas é um saldo de 1,5%.

Ainda assim, a meta foi bem recebida e ajudou a atenuar o pessimismo geral com a economia. Pior seria, pelo visto, se governo não se desse nem mesmo ao trabalho de tentar manter as aparências.

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

  1. O GOVERNO NÃO PENSA E FAZ MUITA BOBAGEM, UMA DELAS DAR APOSENTADORIA
    A EX-JOGADORES DE SELEÇÕES BRASILEIRAS
    E NO TETO MÁXIMO. FALTA CRITÉRIOS COM
    O DINHEIRO DO POVO. E DIZ QUE A PREVIDÊNCIA ESTÁ EM DEFICIT ORÇAMENTÁRIO. PENSEM NISSO AMIGOS

  2. QUANTO DE ROUBO EXISTE NO INSS ?????
    JÁ PENSARAM NISSO. SE O GOVERNO VIER
    A FISCALIZAR REALMENTE ESTE SETOR DE
    PREVIDÊNCIA QUE É A FONTE DE RENDA DE
    MUITOS QUE PASSARAM A VIDA CONTRIBUINDO PARA UMA VIDA MELHOR EM
    SUAS VELHICE. O INSS SE FOSSE BEM ADM
    ERA PARA DAR LUCRO, SABIAM ????????????

  3. De onde estou e para onde olhe, não vejo governo. Governo gasta sem limite, sem meta, sem orçamento, sem previsão. Uma administração financeira de fundo de quintal.
    A luz vermelha para o déficit da previdência já acendeu há tempo sem nenhuma providência.
    Qualquer empresa, de qualquer tamanho, se administrada como o governo federal, quebraria.

  4. O JORNALISTA DEVERIA DEIXAR CLARO QUE O ROMBO DA PREVIDÊNCIA NÃO É DECORRENTE DO QUE É ARRECADADO DOS CONTRIBUINTES DO INSS E O QUE LHES É PAGO DE APOSENTADORIA, QUE POR SINAL É SUPERAVITÁRIO. O ROMBO E DECORRENTE DE BENEFÍCIOS CONCEDIDOS A PESSOAS QUE NUNCA CONTRIBUIRAM PARA A PREVIDÊNCIA (ÁREA RURAL, DEFICIENTES, IDOSOS, ETC), QUE DEVEM SER RESSARCIDOS PELA UNIÃO AO INSS. COMO O GOVERNO NÃO PAGA, FICA APREGOANDO, COM APOIO DA MÍDIA, ESSE “ROMBO”, QUE É UMA FORMA DE DESQUALIFICAR A GESTÃO PÚBLICA. A EXEMPLO DA FALÁCIA DE “PREVIDÊNCIA PRIVADA”, QUE NÃO É NADA MAIS, NADA MENOS QUE UMA PESSOA PAGAR UM BANCO PARA ADMINISTRAR SEUS RECURSOS, SEM GARANTIA, POIS SE O BANCO “QUEBRAR” ADEUS PREVIDÊNCIA PRIVADA. SOBRE ISSO NINGUÉM COMENTA, VENDEM A IDEIA QUE “PREVIDÊNCIA PRIVADA” RESOLVERÁ OS PROBLEMAS FINANCEIROS DO FUTURO APOSENTADO.

    1. Ué, esqueceu de falar do rombo causado pela aposentadoria integral do funcionalismo público??? Vai dizer que você é funcionário público e não quis comentar esse, que é o maior rombo da previdência!?!?

    2. Oi Orlando, boa tarde.
      Sobre a previdência privada recebi a informação de que o valor investido na não entra nas contas do banco e esse fundo é administrado pelo governo federal, sendo assim, caso o banco quebre o investidor da previdência não perde o dinheiro acumulado e ele é transferido pra instituição de preferencia do investidor.
      Gostaria de saber sua opinião a essa informação
      Grato.

      Att. Hallan

  5. Tem uma “torcida’ de várias “partes” da sociedadiii para o pior… Hehehe.
    Mas criar 260 mil empregos é de calar a bocasuja deste povinho, com complexo de vir a-lata!

  6. Pequeno comentário : INCOMPETÊNCIA E CORRUPÇÃO , adicionados a POPULISMO e PROJETO DE PUDER não deixam nada ir adiante. E Zé Fini .

  7. Fraudes existem hoje na Previdencia porém numa escala mais reduzida em face da sofistacação dos sistemas, o que afeta mesmo é a policagem que o governo dilma adota basicamente nos benefícios sociais, enquanto isso seus aposentados e pensionistas vivem a cada ano uma redução drástica de seus benefícios mesmo tendo contribuído durante toda vida de trabalho. A meta do governo perverso é que todas ganhem o piso num período de trinta anos, se não morrerem antes de desgosto.

  8. O déficit anual da Previdência Pública( dos funcionários públicos) é o dobro do INSS ( os escravos = nós os trouxas) e o número de aposentados marajás funcionários públicos é de 1 milhão e os da iniciativa privada ( INSS) é de 20 milhões, portanto o déficit da previdência pública é 40 vezes, por cabeça, maior que a nossa!!!! Claro, o teto do INSS liquido é de R$4000,00 e dos FPs ( func. públicos) não tem limite… O Brasil é um país injusto e muito mal administrado.

    1. Sugestão:
      Cortem as mordomias da previdência pública que o rombo deve zerar!!!

  9. Caros amigos, milagre não existe. Tenham certeza que haverá aumento na já estupida carga brasileira. Nunca pagamos tantos impostos e pelo jeito a situação vai piorar. Achar que o Programa Empreendedor Individual e o combate a sonegação serão suficientes para reduzir esse rombo é superestimar essas duas ações.

  10. Para saber quantos CARGOS EM COMISSÃO cada CNPJ tem (Estado, Municípios, etc), bastaria utilizar informações que a Receita Federal (informações previdenciárias) tem através da GFIP.

    Como os cargos em comissão são vinculados ao INSS (pois são servidores CELETISTAS e não são cargo efetivo) bastaria controlar as informações prestadas MÊS A MÊS em GFIP.

    A RECEITA FEDERAL tem tecnologia suficiente para gerar esses relatórios, pois detém as informações das GFIPs.

    Seria muito legal, ver esse blog levar esse assunto a diante e PROPUGNAR O FIM DA CAIXA PRETA dos cargos em comissão.

    Quantos são, qual o nome dos servidores, seus CPFs, quanto ganham, quando foram contratados?

    Tudo isso está nas GFIPs de cada entes (estados, municípios, câmaras de vereadores, etc).

    LEVEM A DIANTE ESSA IDÉIA! POR FAVOR!!!

  11. Ministro que volta atrás, não sei se é falha na comunicação, ou rebelião.
    Sei que alguém está mentindo, sem nenhum medo de ser flagrado.

  12. Até quando vamos ficar reféns dos petistas incompetentes e corruptos com respeito à Previdência Social, sempre é repetida a lengalenga do famigerado déficit, porém, o que o governo oferece aos aposentados e pensionistas é um benefício esdrúxulo completamente maquiado e sem a devida reposição inflacionária a qual também é maquiada.

Comments are closed.