Ao sepultar a meta fiscal deste ano, governo pode melhorar contas de 2015

Sem mais nada a fazer para salvar as contas públicas neste ano reeleitoral, o governo Dilma Rousseff criou para si uma oportunidade de começar já a melhorar as contas de 2015.

Com um projeto enviado nesta terça-feira (11) ao Congresso, o Executivo federal se desobriga de poupar, até dezembro, qualquer quantia para o abatimento de suas dívidas -mais que isso, está aberto o caminho até para um resultado no vermelho de proporções inéditas.

As intenções da área econômica ainda não estão claras, mas a medida dá à administração petista a possibilidade de interromper de imediato manobras contábeis que comprometeriam o desempenho do segundo mandato.

Trata-se do que ficou conhecido como “pedalada”: o artifício de adiar despesas, mesmo as inevitáveis, para obter números aparentemente melhores no presente, mas deixando a conta para o futuro.

Ao longo deste ano, o governo seguiu essa prática, por exemplo, ao retardar o repasse dos recursos do Tesouro Nacional para que a Caixa Econômica Federal pagasse benefícios previdenciários e assistenciais.

Mas há pendências ainda mais expressivas a serem pagas, como subsídios destinados ao setor agrícola e ao programa Minha Casa, Minha Vida.

Além disso, no ano passado, a meta fiscal só foi formalmente cumprida porque boa parte dos investimentos e outros gastos programados para dezembro foi transferida para janeiro de 2014.

Agora, não há mais uma meta a ser atingida, o que permite regularizar despesas em atraso e iniciar 2015 com um mínimo de compromissos remanescentes do Orçamento anterior.

O inconveniente dessa estratégia pode ser a elevação da dívida pública. Mas, como o governo desconta do cálculo da dívida o valor de suas reservas em moeda estrangeira, a alta do dólar neste final de ano compensará ao menos parcialmente o impacto de um deficit do Tesouro.

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

  1. Que matéria mais mal escrita e sem sentido. Quer dizer que o governo decide ignorar a obrigação de fazer superávit e a coisa vai melhorar?

    Como vai melhorar, se a trajetória da dívida vai piorar? Será que os investidores vão aceitar, de boa, jogar o superávit no mato e ir tocando a vida???

    Se fosse tão fácil, por que não fizeram antes?

    1. Concordo com Marlon.Em todas as matérias de analista que li sobre essa manipulação governista este artigo foi o único que conseguiu ver algo de bom nisso.

  2. Precisamos ver que essa jogada de maquiar contas e jogar para frente compromissos não cumpridos, só ira complicar as coisas. O que deveria ser feito e que ninguém atentou, é reduzir o número de ministérios, formados por incompetentes, já melhoraria um pouco. Outro, deveria se tomar como base o salário minimo, para promover aumentos salariais em todos os níveis, evitando dessa forma que categorias como a justiça nacional inoperante em tudo, ser bem alimentada com o suor do povo, e em troca de nada. Reduzir esse número de parlamentares que nenhuma vantagem nos traz qualquer beneficio, só malifícios . Acabar com esse cartões corporativista, outra forma de nos roubar sem piedade os parcos recursos que deveria ser canalizados para uma melhor educação, saúde e segurança nacional. Elininar de vez esses movimentos dos sem terra, sem tetos e sem vergonhas que querem viver a custa de quem trabalha e produz.

  3. Até 26/10/2014 estava tudo bem, tudo em ordem, estávamos num Paraíso.
    Porque agora, 11/11/2014, as coisas estão tão complicadas? Não precisávamos de um BOA EXPLICAÇÃO OFICIAL?

  4. iSTO É NADA MAIS E NADA MENOS QUE ROLAR DIVIDAS PARA SEI LÁ QUANDO NÉ DONA DILMA, ESSES MALABARISMOS CONTABEIS É FRUTO DE GASTANÇA SEM TER ONDE TIRAR DINHEIRO PRA MOER, PORQUE OS IMPOSTOS QUE PAGAMOS É TUDO DRENADO PRA CORRUPÇÃO.

  5. Claro que vai “melhorar” no exercício de 2015. Fecha o ano com um déficit gigantesco as contas públicas em 2014, para depois maquiar o resultado do próximo ano. Esse é o modo dos corruptos populistas de governar num país que está sendo espoliado por essa Quadrilha de CorruPTos.

  6. Primeiro a irresponsabilidade da “pedalada”, agora a destruição completa da meta fiscal, criando mais um “jeitinho brasileiro”, e ainda a inflação sem controle…sabe onde vai doer mais ? Nas contas dos mais pobres, infelizmente. Viva a Dilma e o seu PT. Vamos morro abaixo !

  7. É isso aí… Em vez de resolver os problemas e garantir que não se gaste mais do que podemos… Vamos escancarar de vez e arrebentar completamente as contas públicas…
    E ainda teremos veículos da imprensa dizendo que isto é benéfico…
    Este país é uma vergonha! Tomara que esta alteração da LDO não seja aceita.

  8. claro igual propaganda brahma zero pode ,pode,pode + fica só nisso. fadado ao fracasso pela demora da presidente se vê sua relutancia de querer se importar e fazer. será miuxa as mudanças so pra parecer que fez= dilma seu perfil e de esquerda sem ter a idéia de onde pode chegar .seu papel hoje é atrapalhar crescimento puxa( e um presidente nao e pra fazer girar a economia ((((ela é fria e movida pelo pessoal)) tudo e só vento ela produz vento

  9. o que isso pode dizer-

    1-vim do g20 cheia de moral que ta tudo bem que fez parceria com x paises sera otimo pro país=pelas leis ai vigente trabalhistas etc pode butar cachoeiras de entrada de recursos ou parceria que o impacto economia e 0,001

    2-vim de la do g20 sem nada concreto=ta so cumprindo tabela sem preocupaçao com seu país que pede mudanças pra ontem

    3-vim de la com os motivos do 2 e anunciar nomes de esquerda comprado e cuspido pois se tem alguem que pense que dilma vai abrir mao pra fazer o que a direita quer em algum pontinho = ta redondamente enganado.

    uma hora sorte acaba

  10. Diga aqui também que o desgoverno petista tá querendo cortar o auxílio desemprego e o auxílio doença!!! Tirar direitos de quem trabalha!!!
    Já o Bolsa Esmola e o auxílio reclusão, não, né????

  11. Muito bem! Esse é o nosso Brasil! Ao invés de respeitarmos os limites fiscais e financeiros, torramos tudo e depois alteramos as regras…
    E ainda temos veículos da imprensa dizendo que isto é positivo… Esse país é uma vergonha!

Comments are closed.