Sem intenção, IBGE expõe falta de transparência nas contas dos Estados

A despeito de muitos avanços nos últimos anos, ainda falta transparência nas prestações de contas  dos governos estaduais -como o IBGE expôs ontem, embora sem essa intenção.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou, entre outros dados, um levantamento sobre o funcionalismo público nos Estados no passado, um trabalho que já havia sido feito em 2012.

Os dois Estados questionados pelo blog para mais esclarecimentos, São Paulo e Ceará, contestaram os números publicados. O governo paulista chegou a procurar o IBGE para alterar informações que apontavam uma disparada no número de comissionados por indicação política.

Esse entrevero, que se arrastou ao longo do dia, seria desnecessário se o próprio Estado apresentasse com regularidade estatísticas mais completas sobre seu quadro de pessoal.

O governo federal publica desde 1996 um boletim estatístico com levantamentos mensais sobre seus servidores; há um capítulo à parte sobre os cargos de livre nomeação, ou DAS (Direção e Assessoramento Superiores).

Graças a esses documentos, sabe-se que o Executivo brasileiro dispõe de um número inusitado, para os padrões mundiais, de postos reservados a indicações partidárias, sem exigência de qualificação ou vínculo com o serviço público.

São Paulo oferece um portal de dados sobre suas contas orçamentárias e seus servidores,  que está entre os mais completos do país. Ainda assim, não estão expostas com clareza informações simples como o número total de servidores, a proporção de comissionados e a evolução nos últimos anos.

Como o IBGE revelou, o governo paulista não fica atrás do federal em número de nomeados:  são 8.167 na administração direta, de acordo com o IBGE, ou 7.257 nas contas do governo estadual, sem vínculo com o serviço público. Na União, são 5.926, de um total de 22,7 mil cargos DAS.

Pode não ter havido a disparada sugerida de início pelos números do instituto, mas apenas porque os números de 2012 estavam subestimados.

Mais visado por  se tratar do Estado mais rico do país, São Paulo está longe de ser o caso mais grave de proporção de comissionados na administração pública. Em Roraima, segundo o IBGE, os nomeados são 17,8% do quadro de pessoal, enquanto a proporção no governo paulista é de 1,6%.

Ficou alguma dúvida? Faltou alguma informação?

Pergunte na área de comentários ou pelo Facebook.

Comentários

  1. Existe sim a possibilidade do dado estar desatualizado. Mas não podemos esquecer que, por ser um ano de eleição, é bem capaz que o governo do estado diga que o dado está errado, apenas para mascarar a realidade.

    1. Ou a “Sem intencão” do IBGE em publicar dados desatualizados tenha alguma intenção em ano eleitoral. Não podemos conjecturar, não acha?

    2. ou que este jornal esta exatamente usandos este numero para exatamente desmoraliza a sutuacao vcs leitres vejam onde esta acontecendo esta materias ,eu nao vejo numeros de BA,ACRE,SEGIPE, NO ROI ESTA ACONTECENDO O MESMO PQ ,PT QUER ENTRA LA ENTAO E FACIL TERRUBA QUEM, PPDB,COMO PSDB NAO TEM NIGUEM LA QUEM VAI REINA QUEM ??????????????????????

  2. O que o IBGE e o Ministério Público precisam descobrir é quantos funcionários fantasmas existem nas administrações federal, estaduais e municipais.

    1. Veja que as principais informações e atos negativos do ano passado até hoje é sempre em São Paulo e no Rio , para tentar desmoralizar estes governos, onde o PT quer ganhar de qualquer maneira, veja um ato de terrorismo hoje em São Paulo, no entreposto de mercadorias, quem organizou este ato a quem interessa esta baderna. o IBGE É COMANDADO HOJE POR QUEM?

  3. Erro do IBGE??? Esse órgão federal divulga todos os seus índices manipulados após a chamada “contabilidade criativa”. Nossos dados são todos tão confiáveis quanto os da Venezuela! E agora o IBGE “errou” prejudicando a imagem de um estado e um governo de oposição. Esse PT é mesmo muito sujo!!!

    1. É, o PSDB do trenzalão é um primor. Nada se aproveita nessa politica porca.

  4. Será que foi mesmo sem intenção? Não podemos esquecer que este é um ano de eleição e o IBGE é um órgão federal, ou seja, está nas mãos do PT.

  5. EM ANO DE ELEIÇÃO, TUDO É MASCARADO, O PRÓPRIO GOVERNO FEDERAL ESTA MASCARANDO A INFLAÇÃO AO JOGAR PARA DEPOIS DAS ELEIÇÕES O REAJUSTE NA ENERGIA E COMBUSTÍVEIS, POR ISSO ESCOLHAM BEM SEUS CANDIDATOS.

  6. Que beleza… agora sim…. Não houve aumento dos comissionados no Governo de São Paulo…. então concluímos que na verdade eles já estão inchados há bastante tempo…!!!

  7. A lei é feita por eles e para eles e permite que os eleitos tenham os “nomeados em cargo de confiança” que funcionam como seus cabos eleitorais. E ” N Ó S P A G A M O S”.

  8. Temos que tentar compreender na difícil maneira de governar o Brasil e a sua estruturação toda contaminada há muito tempo.
    A entidade IBGE tenta agir corretamente mas tem a honra de manipular valores inclusive na pesquisa de votos a reeleição do atual governo.
    Não acredito nessa matéria como não acredito mais em nada de números no Brasil
    Estamos sem rumo e sem planejamento.
    Estamos sem estadistas
    Estamos parado no universo
    Estamos sem competi no internacional
    inverídica porcentagem de eleitores para não aparecer a verdade desse governo incapaz.

  9. Qual a razão dessa publicação da IBGE?
    Qual a maneira tão intencionada na divulgação de erros na administração dos governo estaduais
    mas o principal governo não tem essa pesquisa, e sim, é protegido.
    Quanta desonestidade em nome do PODER.
    QUE TAL A IBGE PUBLICAR O RESULTADO DA PESQUISA ELEITORAL AUTÊNTICA DIFERENCIANDO REGIÕES POBRES E AS MAIS RICAS?
    NÃO CONSIDERO ESTA MATERIA HONESTA

  10. E justamente são os comissionados que são a tropa de choque dos governos. São essas pessoas que por não terem nenhum vínculo com a administração e terem mobilidade de residência podem se envolver em irregularidades que depois basta entregar o cargo para não prestarem contas. Tais cargos deveriam ser restritos apenas ao segundo escalão, afinal pra que servem os servidores concursados? No dia em que acabarem os cargos comissionados a corrupção do serviço público cairá radicalmente.

  11. Tem que ver a quantidade Roraima apesar de ser 17,8 em relação a quantos no total; E São Paulo 1,6 que deve ter quantos no total com certeza muito mais que Roraima. Penso que 1,6 comparado com Roraima deve ter o triplo São Paulo. Engraçado como a Folha trata logo de defender os Tucanos.São Paulo está longe de ser o caso mais grave de proporção de comissionados na administração pública”. kkkk

    1. Paulo,

      Não sabemos, o dado não é divulgado publicamente.

  12. E o IBGE orgao manipulado pelo mais corrputo partido politico do Brasil, isso ninguem tem duvidas. Fora PT, fora mensaleiros, fora DILMA< LULA< GESOINO< VIVA FHC, VIVA PSDB

  13. O PSDB está dando de lavagem em outros partidos quando o assunto é nepotismo e apadrinhamento político. É por isso que não querem largar o osso.

  14. O IBGE faz parte da cupula e esta dominado igual aos outros só expoe o que eles querem, Economia, Trabalho, Renda e PIB, no RJ agora vai jogar a favor do candidato do PT, infelizmente não tem candidato e o pior é o candidato do PT que não fez nada em Nova Iguaçu e ainda fez rolo com a atual Prefeita sua antiga Vice.

  15. É muita ingenuidade da Folha falar “sem intenção”. A partir de agora isto não existe o governo do estado de São Paulo será torpedeado pelos instrumentalizados do PT. Desta forma mais um poste será plantado para tornar a vida do povo pior do que já está.

  16. A falta de transparencia nao e so nas contas publicas, mas tambem na tomada.

    Estou passando duas semanas no Laos, um pais pouco conhecido no Brasil. Esta localizado no sudeste da Asia, fazendo fronteiras com Tailandia, Vietnam, Burma, Cambodia e China. A Indochina compreendia o Laos, Cambodia e Vietnam.

    Mas chega de geografia e historia, vamos as tomadas eletricas. Cheguei aqui com meu laptop, barbeador e celular, sem nenhum problema para fazer a carga. A tomada universal e usada aqui em toda parte. E bastante usada tambem em um pequeno pais vizinho, que conta com cerca de um bilhao e quinhentos milhoes de habitantes.

    Agora num pais extremamente remoto e isolado, chamado Brasil, chega-se com os mesmos aparelhos eletronicos num hotel 5 estrelas, por exemplo em Copacabana, e a unica maneira de carrega-los e usando estupidos adaptadores, com seguranca bastante duvidosa.

    E a faixa mais pobre da populacao brasileira, com dificuldade financeira para adotar a “espetacular tomada elétrica brasileira” em suas casas, provavelmente esta fazendo adaptacoes bem menos seguras que as oferecidas pelos hoteis 5 estrelas. Acho que o governo deve estar rezando muito para que essas gambiarras nao provoquem incendios que poderiam gerar protestos inconvenientes em ano de eleicao.

    Mas ainda ha tempo. O governo poderia reconhecer a besteira que fez (aqueles que foram eleitos para beneficiar financeiramente da “espetacular tomada elétrica brasileira” ja ganharam seu dinheirinho, ou dinheirao, portanto nao vao criar caso) e voltar ao modelo universal, que ja estava instalado em uma grande parte das casas do pais. Se quiserem uma boa desculpa para readotar a tomada universal, poderiam simplesmente dizer que e a melhor maneira de o pais se aproximar estrategicamente do Laos, futuro grande parceiro da nossa patria.

    Agora vou carregar meu computador na tomada universal do Laos.

    A tomada do Laos (foto que tirei no meu hotel 5 estrelas, Lao Plaza, porque ninguem e de ferro):

    https://dl.dropboxusercontent.com/u/9082048/TomadaEletUnivVientianeLaosMar2014%20(1).JPG

  17. E esse IBGE ainda serve pra alguma coisa, hoje é só um cabide de emprego do PT, assim como o CADE que também não tem serventia nenhuma, é só despesa para o povo, são um bando de inúteis.

  18. … estou vendo os cabos eleitorais brigando por suas “boquinhas” nesta coluna… e no rádio começa a tocar:
    “Se gritar pega ladrão não fica um… ”
    Nossa que arrepio, passou filme na cabeça ! desse brasil de enganadores. Estou a concluir …, que o pessoal do MANDO já elegeram o seu candidato e que em outubro é só faz de conta, não elegemos um misero vereador quanto mais um presidente ! continuem a enganação !

Comments are closed.